O guia para você escolher o melhor desodorante masculino

Você não sabe porque um desodorante funciona bem e outro logo “vence”? E como age um antitranspirante? Tire suas dúvidas e escolha a melhor opção de desodorante masculino.

Homem No Espelho - Tipos de desodorantes - suor - transpiração

Por Wilson Weigl  

Desodorante é artigo de primeiríssima necessidade. Muitas vezes, porém, a gente não entende porque uns agem melhor do que outros, que “vencem” fora de hora. Os desodorantes masculinos estão sempre incorporando inovações: tem produto com jato seco, para pele sensível, que não mancha a roupa ou com ação que dura 24 ou 48 horas. Mas qual é o melhor? Para tirar as dúvidas sobre sobre transpiração e a ação dos vários tipos de desodorantes, pedimos a ajuda do dermatologista Marcelo Bellini, diretor da clínica Corpo em Evidência (SP).

  • Para que serve o suor?

Pense no motor do carro. A transpiração é uma tática do corpo para regular a temperatura e evitar o superaquecimento que pode causar pane no cérebro e no coração. Assim, quando o corpo esquenta, ele elimina água pelas glândulas sudoríparas para esfriar a carcaça e manter a temperatura em torno dos 36,5C. Existem de 2 a 5 milhões de glândulas sudoríparas espalhadas pelo corpo todo e mais concentradas nas axilas, palmas das mãos e pés.

  • Por que tem gente que sua mais?

A quantidade de suor eliminado na transpiração depende de fatores como sexo, idade, alimentação, nível de hidratação do corpo e estresse (por isso a gente sua mais quanto está nervoso). “Alguns tipos de tecidos, como aqueles muito sintéticos, também impedem a pele de respirar e aumentam a transpiração. Por isso, quem sua muito deve dar preferência a roupas confeccionadas em algodão, que absorvem melhor o suor”, diz Marcelo Bellini.

Existe uma condição chamada hiperidrose, que faz a pessoa suar mais do que o normal, por ser uma hiperatividade das glândulas sudoríparas. Nesse caso, o ideal é consultar um dermatologista, porque às vezes é necessário tratamento com remédios. Em alguns casos, a aplicação de botox (toxina botulínica) no local ameniza o problema.

  • Por que as axilas ardem com alguns desodorantes?

Trata-se de sensibilidade da pele e, nesse caso, deve-se optar por desodorantes formulados para peles sensíveis. Eles são livres de substâncias que podem causar alergia e também não levam álcool, que causa irritação. Caso o ardor seja constante, uma boa ideia é aplicar à noite hidratante nas axilas.

  • Quanto mais a gente sua, mais fica fedido?

Não, porque a quantidade de suor não tem relação com o cheiro ruim. Tem caras que sofrem com excesso de transpiração mas nem sempre seu suor cheira mal. Outros caras suam menos mas seu suor cheira muito mal. A causa da diferença quase sempre é genética, mas  remédios e alimentos como alho, cebola e pimenta podem influenciar o odor do suor.

A explicação para o fedor é que existem dos tipos de glândulas sudoríparas. O líquido excretado pelas écrinas é formado por água e sais, transparente e sem cheiro. Já as glândulas apócrinas, que existem apenas nas axilas, genitais, couro cabeludo e mamilos, expelem uma mistura de gorduras, proteínas e restos de células. Essa secreção é contaminada por bactérias causadoras de mau cheiro que gostam de se alojar em regiões quentes, úmidas e escuras do corpo, explica o dermatologista.

  • Qual a diferença entre desodorante antitranspirante e comum?

Os produtos comuns contêm apenas ingredientes que matam as bactérias causadoras do mau cheiro e perfumam o corpo, mas não diminuem a produção de suor. Já os antitranspirantes (também chamados de antiperspirantes) têm substâncias como sais de alumínio, que regulam a transpiração por diminuir a atividade das glândulas sudoríparas e impedir a liberação de líquido. Por isso, desodorante antitranspirante é mais indicado só para quem sua em bicas.

  • Qual é mais eficaz: roll-on ou spray?

É só questão de gosto, já que os dois têm fórmulas semelhantes. Produtos em spray ou aerossol geralmente são mais adequados para os homens, já que não melam em contato com os pelos.

Algumas marcas de desodorantes funcionam bem para alguns homens do que para outros — ou seja, agem por mais tempo e não “vencem”. Como se diz por aí, é questão de pele. É preciso experimentar o produto para saber como ele reage em você.

  • Qual a vantagem dos desodorantes 24h e 48h?

Eles são formulados para ter efeito duradouro mesmo que não se tome banho. Como nós, brasileiros, costumamos nos banhar todos os dias, ou até mais de uma vez por dia, seu uso é indicado em situações extremas, como uma viagem prolongada, por exemplo. Como eles contêm maior concentração de ativos para controlar o suor, podem provocar alergia em algumas pessoas, segundo Marcelo Bellini.

  • Como usar o desodorante body spray?

Geralmente o desodorante body spray é formulado para ser aplicados no corpo todo, não apenas embaixo dos braços. Eles diminuem o odor do suor, mas não têm ação antitranspirante (ou seja, não controlam a produção de suor).

Também é preciso avaliar se você gosta da fragrância, pois vai ficar com o corpo perfumado. A ordem é usá-los com moderação e evitar usar junto com perfume.

  • Como combinar desodorante e perfume?

Os dois cheiros não devem brigar. O ideal é usar desodorante sem fragrância ou que seja da mesma marca do perfume. O problema é que poucas marcas de perfumes famosos importam para o Brasil suas linhas complementares (gel de banho, creme de barba e desodorante), por não considerarem a operação lucrativa. Então nem sempre é fácil achar nas perfumarias o desodorante com a mesma fragrância do perfume. A alternativa é escolher um desodorante suave e evitar os body sprays — mesmo que você só aplique nas axilas —, que têm perfume mais intenso.

https://www.instagram.com/homemnoespelho/

2 Trackbacks / Pingbacks

  1. Os cuidados para causar a melhor impressão em um encontro - Homem no Espelho - O site de cuidados masculinos mais lido do Brasil
  2. Suor sob controle: como diminuir a transpiração excessiva – Homem no Espelho

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.