10 maus hábitos que detonam sua pele e seu cabelo

Relaxar vez ou outra com os cuidados é normal, porque ninguém é de ferro. Problema é se os maus hábitos viram rotina. Confira os erros mais comuns no trato diário.

Por Wilson Weigl

Por mais que a gente queira seguir as regras, todo homem dá uma relaxada nos cuidados com rosto e cabelo uma vez ou outra, às vezes por preguiça, às vezes por falta de tempo. Normal. Fica ruim quando os maus hábitos se tornam rotineiros. Mas às vezes também a gente faz a coisa errada por falta de informação.

Lavar o rosto várias vezes por dia, aumentando a oleosidade, não passar hidratante facial, usar shampoo inadequado para seu tipo de cabelo e não reaplicar o filtro solar são algumas dessas mancadas. Algumas têm efeito cumulativo e causam problemas que podem detonar a saúde da sua pele (causando rugas e acne, por exemplo) e do seu cabelo (contribuindo para a queda e a calvície precoce).

Confira os 10 maus hábitos masculinos mais comuns no trato diário a pele e do cabelo.

1 – Lavar demais o rosto

A maior parte dos homens sofre com excesso de oleosidade no rosto, que deixa a cara brilhando pouco tempo depois de lavar. O erro é lavar várias vezes por dia, porque, por incrível que pareça, excesso de limpeza piora o problema. O excesso de limpeza provoca um efeito rebote: as glândulas sebáceas trabalham ainda mais para compensar o ressecamento provocado pela retirada do sebo cutâneo, que serve como hidratação e proteção da pele. Lavar o rosto duas vezes por dia — pela manhã e à noite — e, talvez, mais uma à tarde, é mais do que suficiente. E é fundamental passar hidratante depois de lavar, como você vai ler mais abaixo.

2 – Lavar o rosto com sabonete de corpo

A regra é lavar o rosto apenas com sabonete específico para uso facial. Não pode ser sabonete corporal, que tem substâncias detergentes que ressecam a pele e causam o efeito rebote explicado acima. Pior ainda se for sabonete antibacteriano, que elimina tanto as bactérias nocivas como também as boas, responsáveis pelo equilíbrio da pele.

O sabonete para uso facial tem ingredientes hidratantes e raramente tem perfume. Pode ser em gel ou barra, à sua escolha. Existem várias marcas que oferecem sabonetes criados para a pele masculina, que é mais grossa e oleosa do que a feminina. Quem sofre de acne pode optar pelos sabonetes com ácido salicílico ou glicólico ou enxofre, que têm ação antisséptica e secativa.

3 – Não passar hidratante no rosto

Todo homem deve aplicar hidratante depois de lavar o rosto, mesmo se tiver pele oleosa. Sem a hidratação pós-limpeza, as glândulas sebáceas trabalham ainda mais para compensar o ressecamento, aumentando a oleosidade (o efeito rebote explicado acima). O hidratante facial devolve à pele a umidade e a proteção natural eliminadas pela limpeza com água e sabonete. Além disso, muitos produtos contêm substâncias que controlam a produção de sebo e deixam o rosto seco por mais tempo.

Alguns hidratantes são também anti-idade, com ativos antioxidantes e regeneradores de pele. Vários oferecem proteção solar (de FPS 15 a 30). Leia o guia completo sobre hidratante clicando aqui.

4 – Não lavar o rosto antes de dormir

Pense em tudo que sua pele absorveu ao longo do dia: suor, poluição, poeira e a própria gordura produzida pelas glândulas sebáceas do rosto. Essa gororoba entope os poros, provoca cravos e espinhas e agrava a acne em quem tem esse problema.

Dormir com o rosto limpo e hidratado ajuda a controlar o brilho e a oleosidade e previne o surgimento de rugas antes da hora. Enquanto você dorme, a pele se regenera e ajuda você a acordar com uma cara descansada.

Depois de lavar, passe hidratante: ele restaura a umidade natural da pele eliminada pelo sabonete e ajuda a controlar a oleosidade do rosto. Se passou dos 30 anos, comece a usar um bom creme antiidade.

5 – Não reaplicar protetor solar no rosto e no corpo

Você já ouviu milhares de vezes que precisa usar filtro solar diariamente no rosto para prevenir e evitar problemas que podem aparecer só no futuro: rugas, manchas de sol e até câncer de pele. Se não adotou o hábito, só pode ser por preguiça. Mas mesmo que faça a coisa certa todo dia pela manhã, a gente aposta que não reaplica o protetor no decorrer do dia. Por mais potente que seja o filtro, não fica na pele o dia todo: é preciso reaplicar uma segunda vez.

Para facilitar a vida, use um hidratante com dupla função, que também age como filtro solar. Para a praia ou a piscina, vale o mesmo alerta: não adianta passar o protetor no rosto e no corpo uma vez só. Os dermatologistas insistem que é preciso reaplicar o produto a cada duas horas ou depois de entrar na água por períodos prolongados.

6 – Usar o shampoo inadequado

Conhecer qual é seu tipo de cabelo e escolher o tipo de xampu mais indicado para ele é meio caminho andado para deixá-lo do jeito que você quer. Não importa se ele é liso, cacheado, crespo, grisalho, fino ou grosso.

Se você tem cabelo seco e usa shampoo para cabelo normal, ele vai ficar ainda mais ressecado e rebelde. Caso seu cabelo seja oleoso e você use shampoo para cabelo seco, ele vira uma meleca só, engordurado e pesado, no final do dia.

Se você não tem certeza qual é seu tipo de cabelo, peça ajuda ao cabeleireiro da próxima vez que for ao salão. O Homem No Espelho tem um post para ajudá-lo a escolher o shampoo certo: clique aqui para ler.

7 – Dormir com modelador no cabelo

Os especialistas alertam que resíduos de modelador (gel, pomada, cera) acumulados nas raízes e nos fios não fazem nada bem para o cabelo, principalmente para quem já tem tendência à queda. As substâncias químicas dos produtos podem prejudicar a saúde dos bulbos capilares, que devem estar sempre limpos e desobstruídos. Nem precisa dizer que quanto mais baratinho for o produto, pior. Se tiver álcool, então, é um desastre, pois ele vai deixar o cabelo ressecado.

Desabar uma vez ou outra na cama com gel ou cera no cabelo na volta da balada não tem problema. Só não transforme isso num hábito. Use suas últimas energias para enfiar o cabelo embaixo do chuveiro e lavar com shampoo.

8 – Fazer a barba a seco ou só com água

Muitos caras ainda fazem isso! A lâmina de barbear agride a pele causando microlesões em sua camada córnea, a mais superficial, e o resultado costuma ser irritação e cortes. Sempre use espuma ou gel de barbear, para fazer a lâmina deslizar melhor. E prefira aparelhos com 5 ou 6 lâminas e  fita lubrificante.

Barbeie-se no chuveiro ou logo após o banho: o vapor dilata os poros e amolece os fios da barba. Ou então aplique uma toalha molhada em água quente no rosto (esse é o truque dos barbeiros).

9 – Não lavar a barba do jeito certo

Da mesma forma que os fios de cabelo, os pelos da barba acumulam resíduos, oleosidade e suor. E acúmulo de sujidade nos fios pode contribuir para o surgimento de espinhas na pele que fica embaixo dos pelos, especialmente se a barba for cerrada.

Lave a barba diariamente com shampoo específico ou, pelo menos, com o mesmo shampoo do cabelo. Esse cuidado é ainda mais importante à noite, na volta do trabalho ou antes de dormir, para eliminar toda a nhaca do dia. Para o serviço completo, aplique condicionador ou óleo de barba, para deixá-la hidratada e desembaraçada.

10 – Espremer cravos e espinhas

Fazer justiça com as próprias mãos, com as unhas, pode fazer estragos na sua pele. Há risco de o cravo virar uma bela espinha e esta pode inflamar ainda mais e render uma cicatriz de acne. O gel secativo costuma fazer um bom serviço na luta contra as espinhas que insistem em aparecer na véspera de uma festa. Caso as espinhas sejam um problema recorrente na sua vida, uma boa ideia é fazer regularmente limpeza de pele em uma clínica de estética.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.