Por que seu cabelo está caindo?

Notou as primeiras entradas na cabeça? Genética é a causa mais comum da calvície, mas estresse e má alimentação também provocam o problema. 

Disfunções nos bulbos capilares podem levar à produção deficiente dos fios
Disfunções nos bulbos capilares podem levar à produção deficiente dos fios

Por Wilson Weigl

Esse é mesmo um problema planetário. Para 60% por cento dos homens, os folículos capilares, onde nascem os fios no couro cabeludo, começam a atrofiar por volta dos 35 anos de idade, deixando o cabelo mais fino e ralo. Aos 50 anos, 85% da população masculina apresenta o problema. Ao longo da vida, os fios de cabelos nascem, crescem, caem e vão sendo substituídos por outros novos em folha. Mas para quem tem propensão à queda, o processo cedo começa a falhar – em muitos casos já aos 15 anos. Conheça as principais causas da queda de cabelo, explicadas pelo dermatologista e tricologista Luciano Barsanti, presidente da Sociedade Brasileira de Tricologia e autor do livro Dr. Cabelo – Estética, Recuperação Capilar e Prevenção da Calvície (Ed. Elevação).

CAUSA: HEREDITARIEDADE

Culpe sua árvore genealógica. A forma de calvície mais comum, a alopecia androgenética, tem fundo hereditário. Os genes são herdados tanto do lado paterno quanto materno e o problema pode pular gerações: apesar de seu pai ser cabeludo, você herdou a predisposição à calvície de seu bisavô ou tataravô. A produção deficiente de fios está ligada ao hormônio masculino, a testosterona. “A enzima 5-alfa-redutase age no couro cabeludo convertendo a testosterona na substância dihidrotestosterona (DHT), que atrofia os folículos capilares e enfraquece os fios,”, explica Luciano Barsanti.

CAUSA: ESTRESSE FÍSICO E EMOCIONAL

Segundo o médico, 10% dos casos de queda de cabelo têm fundo psicológico e emocional: além dos fatores estressantes, também influenciam fadiga, depressão e ansiedade. No caso do estresse físico ou emocional, os efeitos podem demorar meses para aparecer. “Estudos mostram que traumas como divórcio, perda de emprego, morte em família, assalto ou sequestro podem causar queda de cabelos até 18 meses depois”, diz Barsanti.

CAUSA: PROBLEMAS NO COURO CABELUDO

Disfunções nos bulbos capilares podem levar à produção deficiente dos fios. A má circulação sanguínea nos vasos que irrigam as raízes, por exemplo, provoca enfraquecimento e queda precoce. Oleosidade em excesso também deixa o cabelo mais fraco e suscetível à ação da poluição e agentes externos que podem causar a proliferação de fungos que contribuem para a queda. Caspa e seborreia obstruem os folículos capilares, comprometendo o ciclo normal de produção dos fios.

CAUSA: ALIMENTAÇÃO DEFICIENTE

Comer bem não é garantia de ter uma vasta cabeleira, mas, ao contrário, os maus hábitos alimentares podem comprometer a produção saudável dos fios. Proteínas e aminoácidos presentes no frango e no ovo e sais minerais como zinco e magnésio, encontrados em legumes e verduras, contribuem para a saúde capilar. Adote uma dieta rica em vegetais, cereais integrais e carnes magras e evite gorduras e alimentos prontos. Se seu cabelo não voltar a crescer, pelo menos você vai ficar mais saudável.

Quer conhecer loções, xampus e até suplementos que ajudam a evitar a queda de cabelo? Clique aqui para ler a matéria completa.