Os alimentos e bebidas que mancham os dentes - Homem no Espelho
LEIA!

Os alimentos e bebidas que mancham os dentes

Além de café e vinho, outros alimentos aparentemente inocentes, como açaí, beterraba, shoyu e refrigerante, também mancham os dentes e escurecem seu sorriso.

homem-no-espelho-alimentos-que-mancham-os-dentes

Dar aquele trato nos dentes é fundamental para manter seu sorriso branco total radiante. Escovar várias vezes por dia (principalmente antes de dormir), passar fio dental após as refeições… Mas se seus dentes são escuros apesar do seu cuidado bucal, há grandes chances de o problema estar naquilo que você come. “O escurecimento dental pode ser causado por bebidas e alimentos ácidos ou com forte pigmentação, conhecidos como cromogênicos”, explica a dentista Elaine Cristina de Almeida, especialista em dentística estética. Provavelmente você já sabe que café e vinho amarelam os dentes, mas nem imagina que vários outros alimentos aparentemente inocentes, como açaí, beterraba e frutas vermelhas, também contribuem para o escurecimento. Entre os culpados estão pigmentos chamados antocianinas, responsáveis pela cor arroxeada dos vegetais. E além dos alimentos pigmentados, há outros que são ácidos, como frutas cítricas, que atacam o esmalte dos dentes, deixando-o poroso e mais vulnerável ao tingimento pelos corantes.

O escurecimento dos dentes pode ser causado por canal, necrose e uso contínuo de antibióticos, mas alimentos e bebidas são os principais causadores do problema. Claro que não é preciso radicalizar e exclui-los do cardápio: bastam alguns cuidados ao consumi-los. Escovar os dentes após as refeições é básico.  Quando não dá para escovar, o ideal é bochechar com água logo ao sair da mesa.

Confira a lista dos alimentos inimigos da brancura do seu sorriso, segundo Elaine Cristina:

CAFÉ – O principal vilão do escurecimento dos dentes, pode manchar os dentes na hora. Para evitar, é preciso diminuir o número de cafezinhos consumidos ao longo do dia.  

CHÁ Alguns tipos mais escuros, como o chá preto e o mate, podem ser piores do que o café, por conter substâncias naturais chamadas taninos, que também escurecem os dentes. Se você toma chá o dia inteiro, atenção.

LIMÃO Apesar de o sumo não ser escuro, o ácido presente na fruta ataca o esmalte e a dentina e potencializa a maior captação de pigmentos que causam manchas.

REFRIGERANTE – Além de coloridos artificialmente, também são ácidos e corroem o esmalte e a dentina. Os mais daninhos são os de limão e cola. Outro ponto negativo dessas bebidas é o excesso de açúcar, que favorece o surgimento das cáries.

BETERRABA – Um dos legumes mais saudáveis, que tem que estar na dieta de todo mundo, contém muito pigmento roxo. 

AÇAÍ – Outra fonte de antocianinas, o mais do que saudável açaí também pode manchar os dentes. O ideal é evitar o consumo em excesso.

AMORA, CEREJA, UVA, MIRTILO, FRAMBOESA E CRAMBERRY Essas frutas com pigmentação mais escura, vermelha ou roxa, também podem produzir uma coloração indesejável aos dentes.

MOLHO SHOYU – O molho de soja é escuro, ácido e tem corantes artificiais. Tiro e queda para escurecer e corroer o esmalte dos dentes. Quem gosta de comoda japonesa que abra o olho!

VINAGRE BALSÂMICO Como o shoyu, é escuro, à base de uva (que tem pigmento roxo) e pode tingir os dentes.

VINHO TINTO – Além de ter preservados os pigmentos que dão cor à uva, como tanino e cromogênio, a bebida é ácida e pode contribuir para a desmineralização do esmalte.

É claro que ninguém vai deixar de comer e beber todas essas coisas gostosas. “Basta não exagerar e sempre escovar os dentes depois de consumi-los. Se não for possível, recorra a um copo d’água”, ensina a dentista, que dá outras dicas:

  • Coma maçã todo dia. Com ação adstringente, a fruta é ideal para ajudar a manter o esmalte saudável;
  • Faça bochechos com água logo após consumir alimentos mais pigmentados;
  • Pare de tomar vinho pelo menos 30 minutos antes da sua rotina noturna de higiene bucal;
  • Tente não incluir refrigerantes na sua dieta e, caso não consiga, beba só de vez em quando. Além de ser vilões da brancura, não são nada saudáveis.

Quem já está com o sorriso ameaçado pelas manchas pode recorrer ao clareamento dental, um dos tratamentos estéticos mais procurados nas clínicas odontológicas. Existem dois tipos de clareamentos, o caseiro e o feito em consultório. No doméstico, o paciente recebe uma moldeira que deve ser aplicada nos dentes com o agente químico responsável pelo branqueamento progressivo (são necessárias visitas periódicas ao dentista para que ele acompanhe todo o tratamento). Já o clareamento de consultório é feito em apenas uma sessão. Primeiro, o dentista aplica nos dentes um agente químico clareador mais potente e, em seguida, uma fonte de energia ativadora que intensifica a ação do clareador. Consulte o seu odontologista para saber qual o método mais eficaz para o seu caso.

Por favor, espere...

Quer receber dicas sobre cuidados com barba, cabelo e pele e as novidades em perfumes e produtos masculinos?

Inscreva-se com seu e-mail e receba nossa newsletter