A galera masculina plus size exige mais atenção das confecções - Homem no Espelho - O site de cuidados masculinos mais lido do Brasil
LEIA!

A galera masculina plus size exige mais atenção das confecções

Você sabia que no Brasil 52% da população está acima do peso ideal, segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS)? Mas só 3% das confecções são voltadas para o público plus size? E a maioria dessas confecções é feminina! Então imagina o drama dos homens acima do peso que querem se vestir na moda, andar mais estilosos, mas não conseguem por falta de opções.

Usar  roupas de “grifes” famosas, marcas famosas, badaladas, então nem pensar.

Para chamar a atenção para o potencial da moda masculina plus size, os grandões Edu Rodrigues, Roberto Labate, Diego Capuchinho, Akeen, Raul Aro, Emanuel Alvarez e José Alledo se juntaram em um editorial para o blog Storm Size. O que eles têm em comum (além de serem pesos-pesado, é claro)? Todos curtem moda e, mais do que encontrar roupas acima do número 44, querem peças que valorizem seu tipo físico.

A ideia é fazer as confecções entenderem de uma vez que gordos – homens e mulheres – querem peças bacanas, atuais, dentro das tendências, e não apenas aquelas peças clássicas oferecidas pela maior parte das lojas especializadas em modelos grandes.

O modelo Roberto Labate, que trabalha há 7 anos na área, conta como anda o estado das coisas: “Hoje é possível ver uma profissionalização maior do segmento, mas ainda falta esforço das agências, dos modelos e das próprias marcas. O mercado tem muito potencial e deve entender que crescimento e profissionalização andam juntos”, diz.

Na última São Paulo Fashion Week, entre mais de 30 desfiles, só um teve modelos gordos no casting. Um deles foi Akeen, que dá sua opinião: “O mercado precisa ver que nós também consumimos e também somos a moda. Cito três motivos para desfilarmos fora do meio plus size: o primeiro é incentivar os lojistas; o segundo é mostrar corpos comuns na passarela, já que a moda masculina é consumida, em sua maioria, por homens acima do manequim 42 e na passarela só vemos 36 e 38; o terceiro é que o mercado precisa saber que nós existimos! Cada vez mais aumenta o interesse pela moda masculina plus size, através de blogs, influencers e pessoas interessadas em novidades, roupas mais jovens e que seguem as tendências da moda”, explica Akeen.

Veja abaixo a galera do editorial plus size. E para ficar por dentro do estilo para grandões, acompanhe o blogueiro Edu Rodrigues (120 kg, 1,81 m, manequim 48) no Storm Size, especializado em moda masculina (clique aqui para conhecer).

Fotos: Kennedy Richelly – Estúdio Pentágono/Maquiagem: Natalia Carvalho/ Apoio: Mais Pano, Bivik Jeans, Umen e Bokker Jeans

Por favor, espere...

Quer receber dicas sobre cuidados com barba, cabelo e pele e as novidades em perfumes e produtos masculinos?

Inscreva-se com seu e-mail e receba nossa newsletter