Botox diminui rugas, suor excessivo, acne, rosácea e enxaqueca. Sabia?

O botox já é usado não só para diminuir rugas, mas também para controlar a transpiração excessiva, diminuir acne, rosácea e cicatrizes. Conheça todas as aplicações da toxina botulínica. 

Por Wilson Weigl

Homens têm uma relação de amor ou ódio com o botox. Alguns preferem abraçar o capeta do que sequer cogitar em aplicar no rosto. Já muitos outros o consideram um procedimento supernormal, corriqueiro. Todo mundo sabe como é eficaz a aplicação de botox para atenuar rugas e sinais de expressão. Mas existem várias outras indicações além das apenas estéticas, descobertas com o avanço das pesquisas médicas. Hoje o botox é usado com sucesso contra acne, excesso de transpiração, enxaqueca e outros problemas por exemplo, como você vai descobrir abaixo.

Antes, uma breve explicação sobre o que é a substância. A toxina botulínica é uma neurotoxina produzida pela bactéria clostridium botulinum, que promove relaxamento muscular. “A injeção da toxina botulínica interrompe a ação da acetilcolina, neurotransmissor que leva as mensagens elétricas do cérebro aos músculos, paralisando a musculatura apenas no local onde é aplicada”, explica o dermatologista Jardis Volpe, membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia, diretor clínico da Clínica Volpe (SP). O nome “botox” é marca registrada do produto vendida pelo laboratório Allergan, que na linguagem popular virou sinônimo da toxina, como aconteceu com “gilete” para lâmina de barbear.

Essa paralisia, no rosto, diminui as rugas, que são consequências da contração muscular. Mas o princípio também se aplica aos seus outros usos. Veja só.

Homem No Espelho - Botox para homens1

Transpiração excessiva

A hiperidrose — a hiperatividade das glândulas sudoríparas que produzem o suor — ocorre principalmente em mãos, pés, axilas, rosto e couro cabeludo. “Até recentemente as opções de tratamento eram ineficazes, complicadas ou extremamente invasivas. A toxina botulínica mostrou-se um método seguro e eficaz para o tratamento da doença, pois a substância bloqueia a liberação do suor pelas glândulas sudoríparas apenas na área da aplicação”, explica o dermatologista. As injeções são bem superficiais, sob a pele da região onde ocorre o excesso de suor (às vezes é usado apenas creme anestésico).

Acne

Doença de pele nossa velha conhecida, ela ocorre quando as glândulas sebáceas produzem gordura em excesso, que se mistura com as células mortas da pele, obstruindo os poros. As bactérias que se alojam na região causam a inflamação e a formação de espinhas. “O tratamento da acne com o auxílio da toxina botulínica ainda está sendo estudado. Porém, a experiência clínica mostra melhora e diminuição nas espinhas após o uso da substância, principalmente devido à sua ação anti-inflamatória e de redução da oleosidade e do tamanho dos poros”, diz Jardis Volpe.

Rosácea

Segundo o dermatologista, a rosácea, doença inflamatória crônica que deixa a pele extremamente sensível, se caracteriza pelo surgimento de bolinhas e vermelhidão na região das bochechas, queixo, testa e nariz. “Apesar de não ter cura, a condição pode ser amenizada com o auxílio da toxina botulínica, que diminui a inflamação e a oleosidade na pele e regula o fluxo sanguíneo nos vasos, atenuando o avermelhamento. Além disso, a toxina parece ser uma opção mais duradoura do que outros tratamentos já conhecidos para a doença”, completa o médico.

Homem No Espelho - Botox para homens

Cicatrizes

As cicatrizes se formam quando um corte ou ferida interrompe a integridade dos tecidos, ou seja, quando uma célula não encontra a célula ao lado para a perfeita cicatrização. Muitas pessoas têm problemas no processo, que leva à formação de marcas grandes, espessas e antiestéticas. “A toxina botulínica ajuda a cicatrização ocorrer de forma adequada, e pode ser usada preventivamente, no dia da cirurgia, ou quando há necessidade de dar pontos na pele para reduzir a tensão local. A toxina também age nos vasos sanguíneos, diminuindo a vermelhidão das cicatrizes”, completa.

Depressão

A ação positiva do botox nos estados depressivos é um efeito colateral, mas não deixa de ser digno de registro. Emoções negativas como tristeza, tensão e desânimo, que prevalecem na depressão, estão associadas com a ativação dos músculos corrugador e prócerus na região glabelar da face ( espaço entre as sobrancelhas). “A aplicação da toxina na área ameniza a dureza das expressões, o que traz um enorme impacto no estado emocional do paciente, segundo estudos internacionais”.

Homem No Espelho - Botox para homens2

Bruxismo e sorriso gengival

A toxina também é usado nos consultórios odontológicos para diminuir o chamado “sorriso vermelho”, que expõe excessivamente a gengiva superior. Aplicado na região lateral das narinas, ela relaxa o músculo e faz o lábio descer. Os dentistas também apelam ao botox para combater o bruxismo (o hábito de apertar e ranger os dentes durante o sono, que provoca desgaste e dor de cabeça). Nesse caso, a substância é aplicada na mandíbula, diretamente no masseter (o músculo responsável pela mastigação).

Enxaqueca crônica

A toxina não leva à cura das dores de cabeça crônicas, apenas contribui para a diminuição das crises. Injetada na nuca e nos músculos faciais, bloqueia a liberação de neurotransmissores (substâncias químicas cerebrais) associados à origem da dor. Mas só funciona na enxaqueca crônica, não na cefaleia tensional, o tipo mais comum de dor de cabeça.

Como escolher o profissional para aplicar a toxina

O dermatologista é o médico indicado para todo tipo de aplicação na pele, seja no rosto, nos pés, mãos ou axilas (para diminuir o suor). Os dentistas são autorizados a aplicar, mas deve-se apenas recorrer a eles no caso de bruxismo ou sorriso gengival.

https://www.instagram.com/homemnoespelho/

1 Comentário

1 Trackback / Pingback

  1. Suor sob controle: como diminuir a transpiração excessiva – Homem no Espelho

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.