Conheça as cirurgias plásticas mais procuradas pelos homens


Veja quais são as técnicas usadas nos procedimentos estéticos de rosto e corpo mais comuns entre o público masculino, de acordo com as diferentes faixas etárias.

Por Wilson Weigl

Faz tempo que cirurgia plástica não é mais tabu entre os homens. Muito menos procedimentos estéticos como aplicação de botox e preenchimento com ácido hialurônico. Nós, homens, deixamos de lado o preconceito e assumimos que vale a pena “entrar na faca”, como se diz por aí,
para corrigir alguma característica física que nos incomoda, constrange ou afeta nossa autoestima. Menos problemático ainda é aguentar umas agulhadas para atrasar a ação do tempo no rosto e envelhecer com a melhor aparência possível.

Hoje, 30% dos pacientes de cirurgias plásticas são homens. Segundo levantamento da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica (SBCP), em cinco anos a procura masculina por procedimentos cirúrgicos quadruplicou no Brasil, passando de 72 mil para 276 mil ao ano (média de 31,5 procedimentos por hora). E provavelmente esse número seria ainda maior se as intervenções tivessem preços mais acessíveis.

Claro que existe um outro lado a se ponderar nessa busca. Ninguém deveria se submeter a uma intervenção simplesmente para se enquadrar em padrões estéticos. Mas infelizmente não é o que acontece, principalmente aqui no Brasil. O país está em segundo lugar no ranking mundial das cirurgias plásticas, em ambos os sexos, com uma média de 1,2 milhão de intervenções ao ano, só atrás dos Estados Unidos. E é o campeão mundial nas cirurgias em adolescentes, o que não é um dado muito positivo. Essa estatística mostra que nossos jovens são vulneráveis a problemas de autoaceitação causados por uma visão negativa do próprio corpo.

Como um guia para se conhecer as possibilidades, veja aqui quais são as cirurgias e os procedimentos mais procurados pelos homens, segundo o cirurgião Juliano Souto Ferreira, da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica, preceptor da residência de cirurgia plástica do Hospital da Cruz Vermelha Brasileira e médico do Hospital São Luiz e do Hospital Sírio Libanês.

Entenda quais são as técnicas aplicadas nos diferentes procedimentos, dentro das faixas etárias em que geralmente eles são mais realizados.

Entre 10 e 20 anos de idade

OTOPLASTIA: é a cirurgia para correção das deformidades da orelha. Uma das mais comuns é a orelha em abano, que causa grande transtorno psicossocial principalmente nas crianças em idade escolar. Essa cirurgia é simples, pode ser realizada com anestesia geral ou local e costuma durar de 1 a 2 horas.

Entre 20 e 30 anos de idade

GINECOMASTIA: é o nome científico do crescimento anormal das mamas nos homens. Essa alteração ocorre devido ao uso de certas medicações, drogas, anabolizantes, genética e a algumas síndromes sexuais. Com a cirurgia para correção de ginecomastia é retirado o excesso de tecido glandular e/ou tecido gorduroso. Para saber mais sobre a ginecomastia, leia aqui o post.

RINOPLASTIA: a cirurgia trata uma das regiões anatômicas mais importantes da face, o nariz. Responsável por ser um dos elementos que equilibram a beleza facial, é comum que pacientes insatisfeitos com a forma do nariz se sintam constrangidos e incomodados. De uma anatomia peculiar e complexa, esse procedimento começa antes mesmo do ato cirúrgico, onde o cirurgião plástico deverá entender e modular as expectativas do paciente.

MENTOPLASTIA: é um procedimento cirúrgico para remodelar o queixo utilizando-se implantes (aumento) ou o respectivo osso, por intermédio de fraturas que fazem avançar ou retroceder o mento. Muitas vezes o cirurgião plástico pode recomendar a cirurgia do queixo juntamente com a cirurgia do nariz, de modo a atingir proporções faciais equilibradas (porque o tamanho do queixo pode aumentar ou diminuir o tamanho percebido do nariz). A cirurgia ajuda a dar equilíbrio harmonioso de suas características faciais para que se sinta melhor com a sua aparência.

Entre 30 e 40 anos de idade

APLICAÇÃO DE TOXINA BOTULÍNICA: o procedimento campeão nos consultórios, atenua rugas e sinais de expressão. A toxina botulínica, conhecida pelo nome de “botox”, é uma neurotoxina produzida por uma bactéria que promove relaxamento muscular. A injeção interrompe a ação de um neurotransmissor que leva as mensagens elétricas do cérebro aos músculos, paralisando a musculatura apenas no local onde é aplicada.

LIPOASPIRAÇÃO: através de uma cânula o cirurgião plástico consegue eliminar o excesso de gordura localizada nas regiões do abdômen, dorso, culotes, parte interna das coxas, braços e papada, conferindo contornos corporais mais harmoniosos ao paciente.

LIPOESCULTURA: é um tipo de cirurgia plástica que, além de retirar gordura de regiões como barriga, quadris e coxas, também a utiliza para modelar outras partes do corpo. Não é um procedimento para quem busca emagrecer. A gordura retirada dessas região passa por processo de purificação e é enxertada em áreas que precisam de mais volume como glúteos, vincos do rosto e depressões da pele, entre outras.

PRÓTESE DE PEITORAL: as próteses são feitas de silicone, mas não como uma prótese de mama feminina. As masculinas são de silicone sólido, para imitar o tecido muscular, distintas visual e sensorialmente das utilizadas em mulheres. Inclusive têm formato mais quadrado, como é o músculo peitoral masculino.

Entre 40 e 50 anos de idade

TRANSPLANTE CAPILAR: a cirurgia difere de acordo com o método como os folículos são retirados do local doador. Além do transplante de unidade folicular, há também a técnica de extração de unidade folicular, um método onde os folículos capilares são retirados livremente de uma área doadora, sendo capaz de ser feito tanto pelo cirurgião quanto por um robô. Após a remoção, os enxertos são cuidadosamente preparados para a implantação e colocados para atingir o melhor ângulo, direção e padrão no local do enxerto.

PREENCHIMENTO FACIAL: consiste na aplicação de ácido hialurônico em regiões do rosto. De acordo com a técnica e o local da aplicação, diminui rugas e cicatrizes, atenua olheiras, levanta as maçãs do rosto, dá um trato nos lóbulos das orelhas e consegue até alterar o desenho da mandíbula, alargar ou projetar o queixo para a frente. Para saber mais sobre o preenchimento, leia aqui o post.

Entre 50 e 60 anos de idade

BLEFAROPLASTIA: a cirurgia das pálpebras elimina o excesso de pele e gordura nas pálpebras superiores e inferiores, proporcionando um olhar mais descansado e rejuvenescido.

A partir dos 60 anos

LIFTING FACIAL: a ritidoplastia é a cirurgia que promove o reposicionamento das estruturas da face, eliminando a flacidez e o excesso de pele. É recomendado para homens que apresentam sinais de envelhecimento como rugas de expressão e pele excessiva que deixam o rosto com aparência cansada.

  • O médico Juliano Souto Ferreira ressalta que, apesar de esses procedimentos promoverem uma aparência mais jovem ou equilibrada, cada um deles tem indicações específicas. Todo caso deve ser avaliado criteriosamente por um cirurgião plástico, de preferência especializado no tipo desejado de intervenção.
https://www.instagram.com/homemnoespelho/

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.