Seu pênis também precisa de cuidados!

Seu melhor amigo merece higiene bem cuidadosa, no banho, depois do sexo e de urinar. Assim você evita dor de cabeça, doenças e infecções. 

Homem-No-Espelho-Cuidados-de-higiene-com-o-pênis

Por Wilson Weigl

A gente tem certeza de que você é um cara limpinho, que lava as mãos depois de urinar, não erra a mira fora do vaso, certo? Também usa sempre camisinha, principalmente depois de sexo casual. Mas os cuidados com seu melhor amigo devem ir além: é preciso caprichar na limpeza durante o banho, depois da relação sexual e até lidar com as cuecas.

“A forma como os homens usam o banheiro é prática, por não precisarem sentar no vaso, mas é muitas vezes motivo para uma certa falta de higiene”, afirma o urologista Lawrence Utida, da Clínica Unix, de São Paulo. “A maioria, por exemplo, não se preocupa em enxugar o pênis, dá só umas balançadas, e o acúmulo de urina e secreções pode causar infecções por fungos e bactérias.”

Segundo o médico, a falta de higiene é a principal causa do câncer de pênis, que pode levar à amputação. Medo! Mas esse risco não se aplica a você, que é adepto do banho diário, certo?

O especialista da da Clínica Unix elenca abaixo os principais cuidados para a gente ter o nosso amigão sempre funcionando bem e saudável e higiênico.

  • LAVE AS MÃOS ANTES DE URINAR

Na verdade, é tão ou mais importante lavar as mãos antes da micção, quando se vai manipular o pênis, do que depois. “As mãos carregam micróbios que provocam doenças e, se estão sujas, não devem entrar em contato com o pênis”, explica Utida.

As maçanetas de banheiros coletivos (do trabalho e dos bares e baladas, por exemplo), o volante do carro e até os pesos da academia são zonas de risco que podem hospedar esses microorganismos perigosos.

Lave as mãos com água e sabão antes de tocar no pênis e, depois de urinar, lave novamente.

  • NÃO BASTA SÓ BALANÇAR

O médico diz que o certo mesmo é enxugar o pênis com papel higiênico depois de urinar, não só dar as balançadas de praxe. “O papel absorve os últimos pingos de urina residual, deixando a cueca mais limpa. A sensação de conforto e higiene é muito maior”, afirma.

  • PONHA A CABEÇA PARA FORA NO BANHO

Não estamos dizendo que é seu caso, mas muitos caras lavam de forma errada o pênis durante o banho. Exponha completamente a glande (a cabeça) embaixo do chuveiro. O jeito correto é puxar e esticar a pele (o prepúcio) para a glande aparecer completamente. Então, ensaboe bem e não se esqueça de enxugar. “O acúmulo de água contribui para a proliferação de fungos”, diz Lawrence.

  • DEPOIS DO SEXO, LAVOU, TÁ NOVO

É muito importante lavar o pênis após as relações sexuais, retirando restos de esperma, secreções ou lubrificante. “A higiene íntima depois do sexo diminui as chances de infecções”, afirma o médico.

O lava-rápido deve ser feito com água e sabonete. Caso não vá tomar banho completo, use o chuveirinho.

  • APARE O MATAGAL

Os pelos funcionam como proteção da região íntima, mas é bom aparar um pouco e retirar o excesso da mata. Além de ficar mais estético (tanto as mulheres como os homens curtem a pelagem bem tratada), evita acúmulo de suor que pode provocar mau cheiro.

Quem depila as partes baixas também precisa tomar cuidado, segundo o urologista. “A depilação completa causa microlesões na superfície da pele que podem causar inflamações e infecções”.

  • NADA DE APERTO NA CUECA

Esquerda, direita, para cima: não existe uma posição ideal para guardar o pênis. Cada um escolhe a que lhe convém. Mas fique atento ao tipo de tecido e ao modelo da cueca. O algodão, ao contrário dos tecidos sintéticos, deixa a pele respirar e evita infecções causadas por fungos que se proliferam no suor e nos ambientes úmidos.

“Cuecas muito apertadas prejudicam a qualidade do esperma, devido ao aumento da temperatura dos testículos”, esclarece o médico. Isso pode ser mau para quem quer engravidar a parceira. Portanto, nada de espremer as bolas numa cueca justa só para parecer sexy na hora de baixar a calça.

  • SEPARE AS CUECAS NA ROUPA SUJA

Pode parecer frescura, mas o ideal é separar as cuecas do resto da roupa suja no cesto — quem avisa é o médico. “Os resíduos de urina e secreções podem causar proliferação de micróbios e, inclusive, contaminar as outras roupas”, diz Utida.

Pense na quantidade de urina que o tecido da cueca absorve após um dia de trabalho e treino na academia. Lembre-se também que o pênis libera secreções antes e depois do ato sexual.

Uma boa ideia é lavar a cueca no banho, logo após o uso.

  • RESOLVA A FIMOSE

Se você não consegue expor a cabeça do pênis ao puxar a pele, você tem fimose. Esse estreitamento na abertura da pele (prepúcio) dificulta a higiene do pênis e predispõe a infecções e doenças causadas pelo acúmulo de esmegma (até a palavra é feia), secreção esbranquiçada composta por bactérias, células mortas da pele e muco genital. A fimose também causa desconforto e até lesões durante o ato sexual.

Muitos homens conseguem “libertar” a cabeça do pênis com exercícios (que muitos pais começam a fazer cedo nos bebês meninos). Para alguns caras, porém, a solução é a cirurgia de retirada do prepúcio. É um procedimento rápido, feito em ambulatório, sem necessidade de internação em hospital.

*ALERTA SOBRE O CÂNCER DE PÊNIS

Só para você saber, o câncer de pênis não está entre os mais comuns (no Brasil, representa apenas 2% dos casos) e, em geral, atinge homens de regiões pobres e com baixo nível de instrução. Isso porque é causado principalmente pela falta de noções sobre higiene básica. É mais frequente nas regiões Norte e Nordeste e ataca mais os homens não circuncidados, que têm fimose.

Os sintomas comuns são alterações na pele, inchaço ou caroços no pênis (às vezes indolores), feridas avermelhadas que não cicatrizam, pequenos edemas (lesões roxas) ou aparecimento de secreção de mau cheiro.

Esses sintomas nem sempre significam câncer de pênis: podem ser causados por uma infinidade de doenças, inclusive sexualmente transmissíveis. De qualquer jeito, caso você se depare com algum deles, precisa consultar logo um médico para fazer o diagnóstico e começar o tratamento.

Como acontece com outros tipos de tumores malignos, o tratamento do câncer de pênis depende do estágio e da gravidade da doença. A cirurgia costuma dar bons resultados, mas muitas vezes (sim, muitas vezes) é preciso amputar parcial ou totalmente o órgão. Socorro!

https://www.instagram.com/homemnoespelho/

2 Trackbacks / Pingbacks

  1. Quer ser bom de cama? É mais fácil do que você pensa - Homem no Espelho - O site de cuidados masculinos mais lido do Brasil
  2. Quer ser bom de cama? É mais fácil do que você pensa - NOTÍCIAS DE INDAIATUBA, REGIÃO DE CAMPINAS, BRASIL E MUNDO

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.