Qual a melhor atividade física para você?

Quer começar a se exercitar mas não se decide entre musculação, treino funcional, ioga, boxe, MMA? Damos uma forcinha nessa decisão.

Homem-No-Espelho-Qual-a-melhor-atividade-fisica-musculação-crossfit

Por Wilson Weigl

Você decidiu começar a mexer o corpo. Parabéns, já estava na hora. Mas está em dúvida entre fazer musculação, treino funcional, pilates, ioga, treinar boxe, MMA… Compreensível, entre tantas atividades físicas para escolher, é normal ficar inseguro antes de investir uma graninha num plano.

Então vamos dar uma forcinha nessa decisão, mostrando os prós e contras das principais atividades. Leia e dê uma parada para pensar qual combina melhor com sua personalidade e se encaixa melhor no seu estilo de vida e na sua agenda. Lembrando que nenhum exercício deve ser feito a contragosto, por obrigação. Deve ser motivo de prazer e motivação. Então, vamos lá.

  • Musculação

Os treinos tradicionais das academias incluem exercícios com pesos (halteres, barras, anilhas e aparelhos), esteiras e bikes estacionárias. Alguns exercícios são feitos com peso livre (o peso do próprio corpo).

PRÓS: A musculação é a atividade física que mais ajuda a construir rápido uma musculatura poderosa, já que os exercícios são focados no crescimento das fibras musculares. O professor vai criar uma rotina de treino específica para seu objetivo (hipertrofia, definição, força, resistência) e seu nível de condicionamento. Como os horários são livres, você pode ir à academia à hora que quiser (de manhã, à tarde ou à noite). E, por se exercitar sozinho, treina no seu ritmo.

CONTRAS: Os exercícios são repetitivos e podem ser entediantes. Os aparelhos trabalham as partes do corpo de forma isolada, sem contribuir para que você ganhe agilidade, flexibilidade e coordenação motora. Você precisa da assessoria do instrutor da academia ou do personal trainer para elaborar suas fichas de treino e orientá-lo nos exercícios. Só num estágio de experiência mais avançado você consegue bolar seus próprios treinos.

A musculação é sua escolha se você:

– Quer ganhar massa (hipertrofia) ou definição muscular.

– Gosta de se exercitar sozinho, no seu ritmo.

– Não liga para o tédio, monotonia e repetição.

– Gosta de seguir rotinas pré-determinadas.

 

  • Treino funcional (cross fit etc)

Nessa categoria entram diversos tipos de treinos que, em comum, têm exercícios variados a fim de promover diferentes estímulos para o corpo. Os treinos recrutam simultaneamente vários grupos musculares em movimentos de puxar, levantar, arremessar, correr e saltar, por exemplo. Usam o peso corporal e uma grande variedade de equipamentos, como bolas suíças, elásticos, cordas, kettlebells e pneus.

PRÓS: Com exercícios bem variados, os treinos funcionais promovem flexibilidade, agilidade, equilíbrio, velocidade e coordenação, e não apenas o crescimento muscular. O corpo todo vira uma ferramenta mais eficiente. A atividade é sempre dinâmica, desafiadora e variada. Esse tipo de treino tem atraído não apenas quem anda entediado com a monotonia da academia, mas principalmente quem busca mais do que um corpão sarado.

CONTRAS: Apesar de a maior parte dos treinos funcionais usarem pesos como halteres e barras, não são focados na hipertrofia. Tanto que muitas turmas têm homens e mulheres. Caso você queira ganhar massa muscular, melhor investir na musculação tradicional. E por serem em grupo, os treinos têm hora marcada; você precisa ter uma agenda organizada.

O treino funcional é sua escolha se você:

– Quer perder peso, ganhar condicionamento cardiorrespiratório, definição muscular, agilidade, flexibilidade, equilíbrio e coordenação motora.

– Gosta de encarar desafios.

–  Prefere treinos dinâmicos e diversificados.

– Gosta de se exercitar em grupo.

 

  • Aulas coletivas 

Nessa categoria estão uma infinidade de modalidades, feitas com bikes, camas elásticas, halteres, como spinning, hidroginástica, com aulas em classes com muitos alunos. Em sua maioria, focam na perda de peso e no ganho de força, agilidade e coordenação motora.

PRÓS: O treino em grupo pode ser bastante motivador. As aulas geralmente são bem animadas, com música e iluminação, e o instrutor também dá aquela força para a gente ganhar pique e motivação.

CONTRAS: Como as aulas são coletivas, nem sempre o grau de dificuldade dos exercícios está de acordo com seu nível de condicionamento. As aulas têm horários fixos e você precisa organizar sua agenda para não se atrasar ou faltar. Sua autoestima pode ir lá para baixo caso você perceba que não consegue seguir o ritmo do resto da turma.

A aula coletiva é sua escolha se você:

– Quer queimar calorias, perder peso ou ganhar condicionamento cardiorrespiratório.

– Sente-se confortável em se exercitar em grupo.

– É uma pessoa competitiva (no bom sentido).

– Curte treinos dinâmicos e animados.

– Gosta de sociabilizar e de conhecer novas pessoas.

– Consegue organizar bem seus horários e sua agenda.

 

  • Treino em casa

Nem precisa explicar. Muita gente treina com o peso do corpo ou compra equipamentos para treinar sozinho em casa (halteres, bolas suíças, elásticos etc). Alguns chegam a investir num aparelho multifuncional (aqueles em que dá para fazer exercícios para o corpo todo).

PRÓS: Hoje, com os treinos online dá para encontrar uma infinidade de opções de exercícios para fazer em casa, usando equipamentos ou só o peso do corpo. E nada melhor do que não ter que se preocupar com a roupa que vai usar. Nem pegar carro, ônibus, metrô ou enfrentar trânsito para chegar à academia.

CONTRAS: Pode ser uma atividade muito solitária (a não ser que seja essa a opção). Também é difícil construir massa muscular treinando em casa, a não ser que você invista em uma grande variedade de pesos (como halteres), para poder ir aumentando as cargas. Sozinho, você corre o risco de treinar num nível abaixo ou acima de seu condicionamento. Também pode executar os movimentos de forma errada e se lesionar.

Treinar em casa é sua escolha se você:

– Quer perder peso, ganhar condicionamento cardiorrespiratório ou definição muscular.

– É iniciante.

– Gosta de ficar sozinho.

– É disciplinado e consegue se motivar sozinho.

– Conhece um pouco de teoria do exercício e de anatomia.

 

  • Boxe, muay thai, MMA

As aulas de boxe outras artes marciais, como o MMA (Mixed Martial Arts) são uma febre nas academias. Essas lutas promovem a aptidão física de forma geral, dão força, agilidade, definição muscular, melhoram o condicionamento cardiorrespiratório e os reflexos. Os exercícios também proporcionam uma bela definição muscular.

PRÓS: Além dos benefícios estéticos, as lutas melhoram tremendamente a coordenação motora e os reflexos. Também são perfeitos para quem quer aprender defesa pessoal. Os exercícios também diminuem o estresse, por liberar endorfina. Você ainda pode descontar o mau humor, a frustração ou a raiva do seu chefe nas pancadas no saco.

CONTRAS: A luta exige uma certa coordenação motora. E força para os socos, chutes e saltos. Mas nada que você não vá desenvolvendo e melhorando gradualmente ao longo do tempo. Esses esportes têm alto risco de lesões causadas por golpes mal feitos ou pancadas recebidas (especialmente no rosto e na cabeça).

As artes marciais são sua escolha se você:

– Quer ganhar condicionamento cardiorrespiratório, flexibilidade, agilidade, definição, força e resistência muscular.

– Quer queimar calorias e perder peso.

– É uma pessoa cheia de energia e competitiva (no bom sentido).

– Curte treinos dinâmicos e animados.

– Quer aprender defesa pessoal.

 

  • Ioga

A prática de origem indiana, que tem cerca de 5 mil anos, trabalha o corpo e a mente. As posturas (asanas) trabalham a musculatura em isometria (segurando a posição) ao mesmo tempo em que alongam. Você precisa de calma e foco para executar as posturas.

PRÓS: Além de deixar o corpo forte, tonificado e flexível, a ioga deixa a mente tranquila, equilibra as emoções, diminuem o estresse e a ansiedade. Você consegue praticar sozinho, em casa, ou frequentar aulas coletivas.

CONTRAS: Você precisa começar numa classe de iniciantes ou vais e intimidar ao lado de outros alunos avançados. Se estiver enferrujado, no começo pode ser difícil executar as posturas. Existem também vários tipos de ioga (hatha, tantra, power e outras) e é legal conhecer qual é o adotado pela escola ou pelo professor. As aulas têm horários fixos e você precisa organizar sua agenda para não perdê-las.

Ioga é sua escolha se você:

– Quer ganhar definição muscular e desenvolver flexibilidade, equilíbrio e coordenação motora.

– Pretende diminuir o estresse e a ansiedade e aumentar a concentração.

– Gosta de atividades tranquilas e relaxantes.

– Se interessa por filosofias orientais.

– Gosta de se exercitar tanto sozinho quanto em grupo.

 

  • Pilates

O nome Pilates batizou um conjunto de exercícios de flexibilidade criados pelo alemão Joseph Pilates na década de 1920. Os exercícios originais são feitos em equipamentos exclusivos criados pelo próprio Pilates, espécie de cadeiras e camas que utilizam molas. Também podem ser praticados em academias, onde são adaptados para serem feitos com tapetes (mats), rolos de espuma e bolas suíças. A atividade trabalha a mobilidade das articulações, alonga os músculos, deixa o corpo mais flexível e alinhado, relaxa e combate o estresse.

PRÓS: Pode ser praticado por gente de qualquer idade. As aulas, geralmente em grupo, têm acompanhamento por fisioterapeutas e profissionais especializados. Como o dr. Joseph se inspirou nas filosofias orientais, que pregam a integração entre corpo e mente, a prática também ajuda a relaxar e a diminuir a ansiedade e o estresse.

CONTRAS: O Pilates original deve ser feito nos aparelhos criados pelo dr. Joseph. Por isso, costuma ser caras as aulas oferecidas pelos estúdios que têm o equipamento. Como as aulas têm horário marcado, você precisa organizar bem sua agenda.

Pilates é sua escolha se você:

– Quer melhorar a flexibilidade, a postura e a consciência corporal, alongar e tonificar a musculatura.

– Precisa tratar lesões, problemas de coluna, musculares e ósseos e aliviar dores crônicas.

– Gostaria de diminuir o estresse e a ansiedade e aumentar a concentração.

– Quer controlar o peso.

https://www.instagram.com/homemnoespelho/

1 Comentário

1 Trackback / Pingback

  1. Motivação: é tudo o que você precisa para treinar - Homem no Espelho - O site de cuidados masculinos mais lido do Brasil

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.