Laser: uma arma poderosa no tratamento da acne

As sessões de laser secam as espinhas, matam as bactérias, diminuem as cicatrizes e podem ser excelentes alternativas ao uso de medicamentos.

Homem No Espelho - Laser - acne - espinhas

Por Wilson Weigl   

Acne é um problema comum que, em maior ou menor grau, aflige os homens em alguma fase da vida. Ela é a inflamação das glândulas sebáceas e dos folículos dos pelos e atinge 80% dos adolescentes e adultos jovens entre 11 e 30 anos, devido a alterações hormonais e influência genética. E pode se agravar por causa do estresse, da alimentação com excesso de doces e carboidratos e do uso de anabolizantes.

Em 90% dos casos, a acne se manifesta em grau leve a moderado, mas 10% sofrem com o problema em sua forma mais grave, a chamada acne severa, que pode até deixar cicatrizes. Se esse for seu caso, o tratamento com laser e luz pulsada, feito em consultório dermatológico, pode ser a solução para o problema.

“A terapia de luz tem ação anti-inflamatória, seca as espinhas, mata as bactérias, diminui as cicatrizes e pode ser uma alternativa ao uso de medicamentos, que às vezes provocam efeitos colaterais”, explica a dermatologista Ivana Prado, da Clínica Adriana Vilarinho, de São Paulo, referência em dermatologia no Brasil.

Homem No Espelho - Laser no tratamento de acne

Nos tipos de acne mais graves, o remédio mais receitado pelos dermatologistas é à base da substância chamada isotretinoína (derivada da vitamina A), vendido com o nome comercial de Roacutan. O tratamento a laser, entretanto, pode ser adotado junto com o remédio, inclusive na fase aguda, quando as espinhas estão no auge.

LEIA TAMBÉM

“O aparelho emite feixes de luz que se transformam em calor em contato com a pele e atingem a derme, camada mais profunda onde estão as glândulas sebáceas”, diz Ivana Prado. “A ação faz as espinhas secarem, porque elimina o líquido da inflamação, e tem ação bactericida por matar bactérias que infectam as pústulas”.

Homem No Espelho - Laser no tratamento de acne

O aparelho é multifuncional e trata ao mesmo tempo tanto as espinhas ativas quanto as cicatrizes deixadas pela acne, por causa do feixe de luz que tem um longo comprimento de onda e penetra profundamente na pele. “Essa ação profunda reorganiza as fibras de colágeno (proteína que dá firmeza à pele) danificadas pela acne, diminuindo as cicatrizes”, diz a médica da Clínica Adriana Vilarinho.

Os tipos de laser usados são geralmente os C02 e o Pico, que dispensa anestesia. O nível de dor é bem tolerável e cada sessão dura em média meia hora. O número de sessões varia de acordo com as necessidades do paciente e a recomendação é que se faça uma aplicação por mês.

O tratamento da acne pode ser feito em qualquer idade, inclusive na adolescência. “É fundamental procurar o tratamento o mais cedo possível, assim que a acne aparece, independentemente da idade, ainda mais se ela se manifesta de maneira grave”, finaliza Ivana Prado.

https://www.instagram.com/homemnoespelho/

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.