Negro, saiba como evitar e diminuir manchas de pele

A pele negra é mais resistente ao sol e às rugas, mas predisposta ao aparecimento de manchas, por causa da maior quantidade do pigmento da cor. Veja como prevenir e atenuar esse problema.

Por Wilson Weigl

Todo negro ou moreno nasce com pelo menos uma vantagem em comparação aos brancos: a pele escura é naturalmente mais firme, resistente ao sol e aos sinais de envelhecimento (por isso é que a gente vê por aí tantos velhinhos negros aparentando menos idade do que têm no RG). O lado ruim é que a pele escura tem tendência a desenvolver manchas, por causa da maior concentração de melanina, o pigmento da cor. “Sua estrutura é diferente e precisa de cuidados distintos da pele clara”, explica a dermatologista Thais Pepe, membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia.

A pigmentação confere proteção natural contra os danos da radiação solar, o fotoenvelhecimento, o câncer de pele (negros têm naturalmente um fator de proteção solar por volta de 13). Mas a quantidade de melanina pode causar maior concentração do pigmento em certas áreas da pele, seja no rosto ou em outras partes do corpo. Esse excesso também se acumula em torno dos olhos, causando olheiras (comuns em negros). O aumento de melanina também pode ser provocado por uma reação anti-inflamatória da pele, causada por exposição ao sol, acne, queimaduras, depilação, foliculite ou cortes durante o barbear.

Cuidados para evitar surgimento das manchas

  • Uso diário de protetor solar

Para prevenir o surgimento de manchas, o protetor solar é grande amigo dos homens de pele escura. “Recomenda-se o uso diário de filtro solar facial com FPS 15, mesmo em dias nublados e em ambientes fechados. No caso de exposição direta ao sol, o FPS deve aumentar para 30, no mínimo, e o protetor reaplicado a cada duas horas, para evitar manchas de queimadura solar”, recomenda Thais Pepe.

  • Limpeza e hidratação

Outro cuidado básico é limpeza caprichada, pois a pele negra costuma ser oleosa (as glândulas sebáceas são mais ativas do que na pele clara). “Como a maior quantidade de sebo predispõe à acne, que pode posteriormente causar o aparecimento de manchas, deve-se usar sabonetes antioleosidade para limpeza facial duas vezes ao dia”, diz a dermatologista. Também é fundamental a hidratação depois de lavar o rosto, já que o hidratante facial ajuda a “acalmar” a pele depois da limpeza e controlar a produção de sebo. E escolher um produto de qualidade. “A pele negra tem uma camada superficial mais espessa que a protege de agressões externas, mas também impede que os componentes dos hidratantes sejam bem absorvidos”, afirma a médica.

 

Tratamentos para diminuir manchas

  • Cremes clareadores

Para atenuar manchas da pele negra, uma alternativa é usar cremes clareadores. “Os melhor ingrediente se chama niacinamida, substância que ajuda no controle da produção da melanina, equilibrando a transferência do pigmento para a parte superior da pele e uniformizando sua tonalidade”, explica Thais Pepe. Também são indicados produtos antioxidantes com vitamina E, Alistin e Arct-Alg, que podem ser receitados pelo dermatologista e encomendados em farmácias de manipulação.

  • Peeling químico

Tratamento que pode ser feito em consultório médico, consiste na aplicação do ácido retinoico, também conhecido como vitamina A, com a finalidade de promover a descamação da pele e estimular a produção de colágeno (proteína que dá firmeza e sustentação à pele). Segundo a dermatologista, o peeling químico uniformiza a cor do rosto, clareia manchas, melhora a irrigação e a hidratação da pele e regenera as fibras danificadas pelo sol.

  • Laser e luz pulsada

Esses procedimentos de emissão de luz também dão bons resultados no clareamento da pigmentação excessiva, mas na pele negra é preciso cuidado justamente devido à grande quantidade de melanina — um laser muito agressivo pode até levar ao aparecimento de novas manchas. “Existem aparelhos especialmente indicados para pele escura, com tecnologias que privilegiam a maior penetração da luz, sem grande absorção na superfície onde há maior concentração de melanina”, explica Thais Pepe. A médica alerta: “Todos os tratamentos de manchas na pele negra devem ser acompanhados por médicos especialistas, para que o problema não se torne ainda mais grave”.

LEIA TAMBÉM

https://www.instagram.com/homemnoespelho/

 

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.